Nas estações chuvosas é muito comum o surgimento de epidemia da gripe canina, doença que ainda desperta várias dúvidas em alguns tutores. Bastante parecida com a gripe humana, essa enfermidade respiratória não costuma ser grave. Mesmo assim, é preciso ter cuidado!
A gripe canina, ou influenza canina, é uma doença respiratória causada por um tipo de vírus da gripe, o Influenza A. Muito contagiosa, ela é mais frequente durante as estações chuvosas e deixa de ser tão preocupante nos meses mais secos.

Em geral, a gripe canina não costuma colocar em risco a vida do animal, mas, mesmo assim, é importante levá-la a sério. Além de poder evoluir para quadros mais graves, como pneumonia, ela também causa muito desconforto ao paciente.
Para desenvolver a doença, o cão tem que ter contato com o vírus. Entre as formas mais comuns de transmissão da gripe estão:
• Convivência com um animal contaminado;
• Compartilhamento de bebedouros e comedouros com animal doente,
• Contato em parques, áreas de recreação e outros espaços onde exista animal que tenha o vírus
A imunidade do cachorro vai determinar se ele apresentará ou não manifestações clínicas da doença. Por isso, a gripe canina é mais comum durante estações chuvosas e meses mais frios, durante os quais as defesas do organismo tendem a cair.

Lembrando que, apesar de contagiosa, a gripe canina não passa para humanos, sendo um risco apenas para outros pets. Dessa forma, é importante não dar nenhum tipo de medicamento humano para seu mascote.
Os sintomas clássicos desta enfermidade são:
• Tosse insistente (parecendo um engasgo);
• Coriza;
• Apatia;
• Febre;
• Perda de apetite,
• Olhos lacrimejantes.
Apesar de tudo isso, devemos ressaltar que nem todos os cachorros apresentam os seis sintomas dessa lista. Fique atento e, em dúvida, leve seu pet ao veterinário e garanta um diagnóstico precoce, que pode ser importante para o tratamento.

Cachorros com gripe costumam ficar manhosos e carentes. Por mais que corte o coração ver seu filho de quatro patas desanimado e abatido, não se preocupe: a gripe canina é uma doença simples e não costuma trazer graves consequências.
Mas é necessário seguir o tratamento passado pelo veterinário, oferecer bastante água e deixar seu mascote descansar, ficando sempre de olho.
Para previnir que este incômodo acometa seu mascote procure sempre tratamentos para manter a imunidade de seu mascote equilibrada, fornecendo também uma boa alimentação e muita água.

Para garantir que seu filho de quatro patas fique longe do vírus da gripe, uma boa notícia: na nossa clínica veterinária você pode encontrar a Vacina contra gripe, deixando seu amigo ainda mais seguro, mesmo nos meses mais chuvosos.
Consulte nossa equipe!

WhatsApp chat